terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

Sapatos

Então os sapatos que você deixou debaixo na minha cama ainda estão lá. Tenho medo de trocá-los de lugar e assim esquecer da ultima vez que você esteve aqui. Seu cheiro já está saindo do travesseiro, mais uma vez. Não se preocupe , vou comprar seu perfume naquela loja , novamente. Não sei ... não sei se te amo , Sei que sinto saudades , sei que preparo falas , que abro o seu lado do guarda-roupa e ele está vazio. No mais, não sei. Olho no espelho e vejo que estou envelhecendo , o tempo passa . Vejo isso ,.. E você ? como está? Às vezes me esqueço do seu rosto , então me lembro do som da sua voz ao meu ouvido . Doce e rouca . Lembro dos poemas que sussurrava antes de eu dormir , pareciam ser todos de sua autoria , tamanha sinceridade nas palavras. Mas você não está mais aqui. Partiu, mudou. Troco os móveis do nosso, digo, do meu apartamento toda semana. Mas eles parecem voltar sozinhos para posição que você preferia. É .. é .. eu devo te amar ainda, ou não , é só nostalgia por não ter mas suas mãos correndo sobre meu corpo toda noite . Já experimentei outros corpos , mas .. ah .. o que estou dizendo ?.. é verdade .. eles não são seus .. Não! Não são suaves e pesados como o seu . Tento mas só seus lábios foram feitos para os meus , seus braços para minha cintura , eu sobre seu peito , e seu sorriso toda manhã ... Ontem fiquei aqui da janela do nosso quarto , digo meu quarto , procurando aquela estrela , aquela pequena que você reparava toda noite. Ela ainda está lá, sabia ? Esperando você voltar . Quem sabe assim seja a vez dela partir .

Agora vou tomar um café . Coloco seu cd preferido e tomo café .Você que me passou esse vicio , lembra? Eu detestava ( risos). Estou andando pelo apartamento de meia e blusão. Danço um pouco , não posso fazer muito barulho. Ele ainda está dormindo. Ele detesta café . Mas ama mil outras coisas que você detesta , ou detestava. Como a vida é . Eu tive uma das melhores noites da minha vida e acordo me perguntando se te amo . Se ainda te amo . Ás vezes acho que se eu te esquecer de vez eu perco parte de mim , por isso não mexo no seu sapato velho embaixo da cama . Não mexo Daqui a pouco ele vai acordar e eu vou ter que ser fria, para que ele me ache insuportável , insensível e não me queira mais . Tenho medo de te esquecer , já disse. Não quero me apaixonar de novo . Você nunca me disse porque partiu , nem que ia partir , e assim eu fico pensando que foi sem querer . Sim ! Foi um impulso louco de um louco que quiz arriscar . silêncio ,.. O rapaz dos olhos verdes e sorriso tímido ainda está dormindo. Como ele é lindo .. . parece um anjo .. ele é músico, sabia ? não poeta e sim músico! Se bem que os músicos tornam-se poetas quando apropriam-se de canções que são verdadeiras poesias.

Agora quero dormir , parece que o efeito do café já passou . Me deito. Pego a tênis dele e coloco embaixo da cama. Sem querer, empurro o seu sapato para o fundo. É, acho que vou arriscar. E se você voltar , ai eu tento descobrir se ainda te amo.

Dominique Arantes

5 comentários:

Anônimo disse...

Poeta
pOEta
poeta!
Faz da vida uma arte,
faz da vida uma saudade
faz da vida uma mentira
ou faz da vida uma verdade!??
Poeta?
de merda?
com metas?
poeta?
Tempos quase de saudades,
nostalgia ?
entao ainda pia um amor,uma amizade.
Poeta?
poetas?
poeta!
bom..texto

Barencusco disse...

Somos dois eternos apaixonados........


e por que você não escreve para o Contos do Rio, hein?! ;)

May Aguiar disse...

Achei o conto bem legal,conseguia visualizar suas cenas! vai longe com isso...daqui a pouco é mas que uma atriz,é uma autora..hehehe
que venham muitos moça.
esó.

(melhor assinar )









quer meu nome todo?



rsrsrsrsrs brincadeira.

Larissa disse...

Nossa cada vez que eu procuro saber mais sobre você, você consegue me levar a um lugar muito mais além do que eu imaginava encontrar você...
Sabia que vc era uma grande autora, mas percebi que vc é muito mais do que isso...sério se um dia o seu sonho ficar preto e branco, com certeza vou trazer as tintas para torná-lo colorido mais uma vez...
Sabe que sempre vou estar aplaudindo vc de pé, não importa a situação, sei que vc vai muiot longe...e espero pelo menos tá perto p te encorajar e te dar os parbéns...
Torço muito por vc...não deixe nehuma pedra entrar no seu caminho tá....
Deus ainda vai te abençoar muito mais...
Fica com Deus linda amiga.....
e linda poeta...
Sua eterna amiga...
Lari....

re disse...

outros pares outros pisos outros ares.

é a vida.


bonitobonito.


gostei de como escreve.


=*